Subscribe Now

Trending News

Soft skills e hard skills: o que são e como desenvolver?
Graduação

Soft skills e hard skills: o que são e como desenvolver?

Com o objetivo de conhecer mais profundamente os candidatos a emprego em um processo seletivo, tem sido muito comum que os recrutadores estejam atentos a várias habilidades essenciais, que podem ser organizadas em duas categorias: soft skills e hard skills (ou, em tradução livre, habilidades leves e duras, respectivamente).

Para que você entenda definitivamente o que significam essas habilidades e como ambas andam juntas no meio corporativo, criamos este post com o conceito de soft skills e hard skills e quais impactos elas têm na sua carreira. Acompanhe!

Diferença entre soft skills e hard skills

Soft skills são habilidades que dizem respeito aos relacionamentos interpessoais. Podem ser conhecidas também como habilidades sociais, as quais incluem a capacidade de se comunicar claramente, ter resiliência, empatia, respeito etc.

Embora sejam algo subjetivo, os recrutadores estão atentos às habilidades sociais de seus candidatos. Atributos pessoais, traços de personalidade e capacidade de comunicação eficaz são habilidades que se destacam além do currículo e são expostas durante o processo seletivo.

As hard skills, por sua vez, são habilidades específicas e ensináveis: algo que pode ser medido e definido. Isso inclui qualquer item técnico, desde a capacidade de ler até o trabalho com sistemas informacionais complexos. Normalmente, são pontos que dizem respeito à sua formação técnica e educacional, estando presentes em seu currículo.

As hard skills são adquiridas por meio de programas formais de educação ou treinamento. Isso pode ocorrer na faculdade ou ao longo de sua aprendizagem no trabalho, em um estágio, por exemplo. Por isso, hard skills é um tipo de referência à chamada mão de obra qualificada, cujo trabalho exige proficiência para seu desenvolvimento.

Podemos dizer que a principal diferença entre elas é que as hard skills são bem mais estáveis, ou seja, não mudam tanto, independentemente do tipo de cargo que você for assumir. Isso porque as habilidades aprendidas ao longo da sua formação não são esquecidas de um emprego para outro. O que pode acontecer são ajustes e adaptações relacionadas ao cargo assumido.

As soft skills, por outro lado, mudam constantemente, pelo fato de estarem relacionadas ao comportamento pessoal e à gestão das emoções. No mundo corporativo, são adaptáveis ​​à cultura e às expectativas dos colegas. Essas habilidades sociais ditam a forma como as pessoas se comunicam no ambiente de trabalho, a gestão de conflitos, o tom das conversas e a própria linguagem utilizada.

Pense nas soft skills como acessórios importantes para sua atuação. Sozinhas, não podem qualificá-lo para um emprego, mas, quando combinadas com as hard skills, podem torná-lo um candidato muito mais atraente para a empresa.

Exemplos de soft skills

Separamos, a seguir, alguns exemplos de soft skills. Observe e avalie o quanto essas habilidades são desenvolvidas em você.

Habilidades de comunicação

Esta é uma categoria ampla, que envolve desde o atendimento aos clientes, o diálogo com os membros de sua equipe e até a maneira como você expressa seu ponto de vista por escrito. O mesmo vale para ser um bom ouvinte, demonstrar empatia quando necessário e suas habilidades sociais ao se apresentar em uma reunião ou diante de uma multidão.

Vale lembrar-se de que, mesmo sendo nas soft skills, as habilidades de comunicação também podem ser aprimoradas, por meio de cursos e treinamentos, como o aprendizado de falar em público, a programação neurolinguística etc.

Criatividade na resolução de problemas

Momentos de crise ou situações adversas requerem uma postura proativa dos colaboradores. Esse é o momento em que os gestores mais esperam que você tome uma atitude e ofereça soluções ao desafio enfrentado, em vez de ficar estático sem saber o que fazer.

Quanto mais criativo você for, melhor. Em especial, o pensamento criativo é importante para que a organização tenha em seu quadro de talentos pessoas que sabem pensar logicamente e impulsionem a inovação e as melhorias nos processos internos e de negócio. Por isso, em uma entrevista de emprego, expresse seu entusiasmo em enfrentar desafios e diga como se saiu perante os obstáculos que já enfrentou.

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert

Liderança

Essa pode ser considerada a principal soft skill. O motivo para isso é que nela estão contidas todas as outras: ética de trabalho, resolução de problemas, gerenciamento de tempo, comunicação, organização etc.

É possível dizer que as habilidades de liderança são uma combinação de todas as outras habilidades sociais. Quando reunidas em um único colaborador, essa pessoa é capaz não apenas de trabalhar bem com a equipe, mas tomar as rédeas e melhorar o resto do time.

Exemplos de hard skills

Observe, agora, algumas hard skills.

Formação educacional

Aqui estão englobados alguns dos principais pontos de seu currículo. Esse conjunto de informações e aprendizados tem grande peso para que seu nome passe na triagem, e você seja considerado um candidato a ocupar a vaga em questão.

A formação educacional envolve todos os aprendizados adquiridos em sua formação e o impacto que eles têm em sua qualificação profissional. Entre eles, podemos destacar:

Familiaridade com a tecnologia

Independentemente da sua área de atuação, ter sólidos conhecimentos em informática é sempre uma habilidade bem-vinda. Com a transformação digital revolucionando os processos nas empresas, quanto mais você melhorar suas habilidades com o computador e outras tecnologias, mais preparado estará.

Por isso, vale a pena construir suas habilidades com a tecnologia observando quais são os sistemas e aplicativos mais utilizados em sua área e tendo domínio sobre eles ― não importa se trata-se de um CRM, um Excel Avançado, uma suíte de aplicativos de tratamento de imagem ou ferramentas de gestão de campanhas de mídias sociais. Simplesmente busque os conhecimentos mais apropriados para a sua área de atuação.

Habilidades de gestão

Aqui, vamos muito além das habilidades de liderança. Nesse caso, estamos falando sobre o domínio de ferramentas para a gestão de processos, planejamento estratégico e gerenciamento do tempo e de pessoas para atingir melhores resultados de produtividade.

Essas habilidades normalmente são construídas por meio de cursos avançados para a carreira de gestão, como é o caso dos MBAs (programas de pós-graduação voltados a altos executivos). Com eles, você aprenderá uma série de técnicas e ferramentas de gestão, que incluem pesquisa e análise de mercado, planejamento financeiro, estruturação de projetos, entre outras habilidades, a fim de que suas habilidades gestoras sejam incrementadas.

Impacto dessas habilidades na carreira

Deve ficar claro que uma combinação de soft skills e hard skills é o que os recrutadores procuram. Existem muitos profissionais altamente qualificados e com certa experiência que acabam sendo substituídos por conta da dificuldade de relacionamento ou adaptação à cultura organizacional.

O mundo corporativo não é apenas mecânico, e grande parte do trabalho depende, direta ou indiretamente, do relacionamento interpessoal. Ser capaz de agir com civilidade é um ponto crucial para qualquer organização funcionar sem problemas.

Por outro lado, a educação continuada é fundamental para que o colaborador mantenha-se atualizado com as demandas de mercado e amplie o quanto puder suas hard skills, a fim de obter maior qualificação profissional.

Com isso, essas habilidades, juntas, são cruciais para o desempenho da empresa, de modo que o colaborador que souber combiná-las de forma equilibrada tem grandes chances de se tornar um profissional de referência, melhorar seu salário e alcançar o prestígio desejado.

Agora que você conhece a importância de desenvolver soft skills e hard skills para impulsionar seu sucesso profissional, compartilhe este texto em suas redes sociais e debata o assunto com seus amigos!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *