Não há nenhum problema em querer melhorar o seu salário. Afinal, a remuneração financeira não deixa de ser um tipo de reconhecimento pelo seu trabalho. Contudo, é importante que todo funcionário pense como um dono de empresa.

Isso quer dizer que cada profissional também deve levar em consideração que a qualificação e o desenvolvimento de habilidades são critérios fundamentais para conseguir uma oportunidade melhor — e que seja mais valorizada financeiramente.

Você já pensou sobre isso? Sabe o que fazer para se destacar e chamar a atenção do seu gestor? Veja a seguir algumas dicas que vão ajudá-lo!

Ser proativo

As suas atitudes são as maiores responsáveis por chamar a atenção do seu chefe, tanto pelo lado positivo quanto pelo negativo. Sendo assim, é preciso se esforçar ao máximo para evitar falhas e ter um desempenho notável.

Uma das características mais buscadas em qualquer área de atuação é a proatividade. Na prática, isso significa ser comprometido, ter iniciativa e não ter medo de assumir responsabilidades.

O colaborador proativo pensa no futuro e consegue se antecipar para prevenir problemas ou lidar com eles da melhor forma possível. Além disso, ele não está preocupado em cumprir apenas o seu papel, mas tudo o que estiver ao seu alcance para ajudar no sucesso do negócio. Ele “veste a camisa” da empresa e busca maneiras de melhorar a cada dia.

Investir na sua formação acadêmica

No mercado de trabalho, é natural que os cargos mais bem pagos exijam uma qualificação mais alta. Portanto, esse é um tipo de investimento necessário para quem deseja melhorar o salário.

A questão é que muitas pessoas estacionam no diploma do ensino superior. Por mais que essa seja uma grande conquista, a educação continuada é essencial para atualizar os conhecimentos e desenvolver novas competências.

Inclusive, vale ressaltar que muitas das vagas mais atrativas do mercado apresentam pré-requisitos, como especialização (às vezes em uma área específica). Ainda que a experiência prática e outros fatores sejam relevantes, a formação acadêmica continua tendo um peso significativo.

A busca por aprendizado demonstra interesse do profissional em evoluir e se preparar para desafios mais complexos. Logo, esse é um aspecto que não pode ser deixado de lado.

Desenvolver habilidades relevantes

Não pense que um currículo cheio de conhecimentos técnicos é tudo o que o seu empregador precisa — e quer — de você. Na verdade, existe outro lado da moeda que anda cada vez mais valorizado.

As habilidades comportamentais tiveram toda a sua importância reconhecida nos últimos tempos, firmando-se como uma característica marcante dos profissionais bem-sucedidos.

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert

Também conhecidas como soft skills, elas nem sempre são ensinadas na faculdade ou em cursos tradicionais. Esse tipo de competência está ligado ao comportamento da pessoa dentro do ambiente do trabalho e da sua desenvoltura social nesse contexto.

Para se ter uma ideia, algumas das habilidades mais requisitadas nesse sentido são: liderança, comunicação, empatia, flexibilidade, ética e pensamento crítico.

Embora existam muitos outros traços interessantes ao perfil de cada candidato, esses resumem um pouco do valor de ir além da sabedoria prática. Entender que cada instituição é composta por pessoas é o primeiro passo para perceber a necessidade de cuidar melhor da sua forma de se relacionar com elas.

Aliás, essa deve ser uma prioridade para todos aqueles que querem não só melhorar de salário, mas garantir uma posição privilegiada — possivelmente como líder de uma equipe. Invista no seu desenvolvimento comportamental e não vai se arrepender!

Estudar outras línguas

Há muito tempo, o domínio de outra língua era considerado um enorme diferencial no mercado. Agora, com a globalização e a facilidade de acesso ao estudo de idiomas, esse é um critério básico para profissionais de diversas áreas.

É claro que esse tipo de conhecimento nunca é dispensável, porém não deixa de ser um fator de destaque para progredir. Em algumas empresas, o idioma estrangeiro faz parte do dia a dia e não adquirir fluência é como ficar de fora das suas principais atividades — e, consequentemente, das oportunidades de crescimento.

Por isso, é bom analisar o contexto em que você está inserido ou os rumos que pretende dar para a sua carreira. Por exemplo, se você trabalha em uma empresa italiana e quer conquistar cargos mais altos, certamente o idioma italiano será imprescindível.

Caso não haja uma necessidade tão específica assim, vale dedicar o seu tempo para aprender um idioma do seu interesse. Como o inglês é um meio de comunicação global, talvez seja melhor começar por ele. O importante é não ficar parado e estar disposto sempre a aprender!

Apostar em networking

As suas relações também são capazes de levar você adiante. Afinal, um bom profissional também é aquele que consegue se comunicar de forma eficiente e manter uma rede de contatos ativa — o que é uma qualidade primordial para algumas áreas, como vendas.

O intuito não é tentar tirar proveito desses relacionamentos, mas demonstrar que você funciona bem em grupo e valoriza as pessoas que estão a sua volta.

A troca de experiências é sempre positiva e não deixa de ser uma chance de aprendizado. Sem contar que nunca se sabe quais serão os nossos caminhos no futuro, não é mesmo? Estar bem relacionado pode fazer toda a diferença na construção da sua carreira!

Enfim, se você quer melhorar o seu salário, não deixe de investir em você mesmo para se destacar. E lembre-se de que a Uninter é uma ótima parceira para o seu sucesso! Não perca a oportunidade de fazer uma pós-graduação e elevar a sua qualidade como profissional.

Gostou deste post? Para ficar ainda mais por dentro deste tema, aproveite para ler também o nosso artigo “Pedir aumento: descubra como abordar o assunto de forma profissional com o seu chefe”.

O guia completo para melhorar a imagem profissionalPowered by Rock Convert