Subscribe Now

Trending News

6 dicas para aumentar a sua produtividade nos estudos
Graduação

6 dicas para aumentar a sua produtividade nos estudos

Tanto para passar no vestibular quanto para progredir e se formar no curso escolhido, aumentar a produtividade nos estudos é fundamental. Otimizando o seu rendimento, com bastante foco, disciplina e organização, é possível obter sempre bons resultados, mesmo quando não se conta com tanto tempo disponível. Agora, você certamente está se perguntando como isso é possível, não é mesmo? É justamente esse o assunto do post!

A seguir, reunimos 6 dicas infalíveis para aumentar a sua produtividade nos estudos e ajudá-lo a absorver o conteúdo de maneira eficiente — afinal, de nada adiantará passar horas e mais horas em frente aos livros se, no final, sentir que não conseguiu aprender. Para entender melhor sobre o que estamos falando, continue conosco e boa leitura!

1. Monte um cronograma de estudos

Manter uma rotina consistente é uma das melhores formas de obter produtividade e bons resultados. Comece estabelecendo a quantidade de tempo que você tem disponível todos os dias — o que também é muito importante para quem deseja conciliar trabalho e estudo — e divida os conteúdos em um cronograma.

Com o planejamento necessário, você não só aumentará a sua produtividade como também se sentirá mais confiante ao ver o progresso sendo atingido. Para tanto, uma dica valiosa é não criar cronogramas impossíveis de serem cumpridos, com quantidades excessivas de trabalho diárias. Isso só fará com que você fique sobrecarregado e até mesmo frustrado por não poder alcançar essas metas.

Além disso, ao montar o cronograma, é importante dar prioridade logo no início aos conteúdos mais complexos. Quando você inicia os seus estudos, os níveis de concentração estão melhores e o corpo conta com muito mais energia, o que ajudará no cumprimento dessas tarefas com eficácia.

2. Escolha o espaço adequado

Acredite: o local no qual você se senta para estudar exerce total influência em seu rendimento e resultados. Um dos principais desafios, aqui, é escolher e manter um espaço bem organizado, propício para a atividade. Lembre-se de que ambientes onde prevalecem o acúmulo de objetos e a falta de limpeza são um convite para que você se distraia com outras coisas sem ao menos perceber.

Outro aspecto importante é a iluminação desse espaço, que deve receber, preferencialmente, a luz solar durante o dia. Por fim, é preciso tomar cuidado com os barulhos tanto de casa quanto de fora. Um ambiente barulhento atrapalhará a sua concentração e desviará o seu foco, portanto, dê preferência àquele local que conte com o silêncio desejado ou o mais próximo disso.

3. Use técnicas de estudo

Um bom aprendizado está relacionado tanto à dedicação do aluno quanto aos métodos de estudo que ele usa para fixar o conteúdo. Entenda melhor a seguir!

Resumos

Os resumos, também conhecidos como fichamentos, são excelentes formas de guardar bem aquilo que está sendo estudado. Embora alguns estudantes optem apenas por grifar no texto os trechos que julgam mais importantes, reescrever as informações (principalmente com as suas próprias palavras) é uma alternativa ainda mais eficiente.

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert

Exercícios e simulados

Para reforçar o aprendizado, especialmente depois dos resumos, é interessante fazer exercícios sobre o tema e até mesmo testar os conhecimentos por meio de simulados — que podem ser também facilmente encontrados na internet. Trata-se de uma estratégia eficaz de assimilação de conteúdos.

Técnica Pomodoro

Já a técnica Pomodoro, criada em 1980, é uma metodologia usada por estudantes e trabalhadores de todos os segmentos. Ela consiste na divisão do trabalho (no caso, dos estudos) em blocos de 25 minutos. Comprovadamente, isso potencializa a agilidade do cérebro e o foco na execução de atividades. Para fazer em casa, siga as instruções:

  • liste as tarefas a serem feitas;
  • programe um cronômetro (que pode ser o despertador do seu smartphone, por exemplo) para 25 minutos;
  • escolha uma tarefa na lista, de acordo com a sua prioridade, e execute-a sem se distrair;
  • quando o cronômetro ou despertador apitar, pare e faça uma pausa de 5 minutos;​
  • ao finalizar a tarefa, retire-a da lista e comece a próxima;
  • a cada quatro blocos de tempo, a pausa passa a ser de 30 minutos.

4. Elimine distrações

Sabemos que, nos dias de hoje, vivemos em uma era digital — na qual é praticamente impossível não utilizar a internet e os smartphones para nossas tarefas diárias, como conversar com os amigos. Antes de estudar, é necessário eliminar todas essas possíveis distrações para que elas não interfiram negativamente em sua produtividade.

O ideal é que você se desconecte das redes sociais e de qualquer bate-papo antes de dar início ao cronograma, mantendo os aparelhos eletrônicos longe durante esse momento. Assim, você não cai na tentação de olhar o celular para checar se há alguma nova mensagem ou atualização. Uma dica, aqui, é desligar as notificações para ficar livre de distrações.

No entanto, é preciso destacar também que a tecnologia nem sempre é vilã na hora de estudar. Na verdade, quando utilizada com responsabilidade e com o propósito de agregar aos estudos, ela pode até mesmo otimizar o tempo e aumentar a produtividade. Veja como, no próximo item!

5. Conte com o auxílio da tecnologia

Nem só para fazer ligações, tirar fotos e entrar nas redes sociais serve um smartphone! Felizmente, existem hoje diversos aplicativos para celular que ajudam a manter o ritmo e a produtividade nos estudos. Quando o assunto é organização, você pode baixar apps como o Evernote ou o Trello para criar o seu cronograma, cobrindo todas as disciplinas e horários a serem cumpridos.

Há também aplicativos que simulam o cronômetro pomodoro, sobre o qual já falamos anteriormente, para intercalar os momentos de descanso com os de estudo. Por fim, caso o problema seja as distrações, você pode baixar o Flipd ou o Offtime para bloquear notificações do Facebook, WhatsApp e Instagram, por exemplo.

6. Faça pausas

Estudar por horas e horas, chegando à exaustão, raramente será a melhor forma de aprender e fixar um conteúdo. Além de desgastante, a atitude pode prejudicar (e muito) o seu rendimento. Afinal, como manter os níveis de foco e concentração, quando o seu corpo já não está operando com o máximo de capacidade? Sendo assim, faça pausas regulares para descansar a mente e, então, poder voltar com as energias renovadas.

Essas foram as principais dicas para aumentar a produtividade nos estudos! Sabemos que manter o foco e não perder o ritmo na hora de fixar o conteúdo é algo que exige paciência, dedicação e muito esforço. No entanto, seguindo as informações do post e colocando-as em prática, tenha a certeza de que seus objetivos serão conquistados com eficiência.

Ao longo do artigo, falamos sobre a importância de estabelecer um cronograma. Para entender ainda mais sobre o assunto, aproveite a sua visita no blog e confira nossas dicas de como organizar a sua rotina!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *