Subscribe Now

Trending News

WhatsApp – em breve, uma alternativa de pagamento
Geral

WhatsApp – em breve, uma alternativa de pagamento

Em breve, os mais de 120 milhões de usuários do WhatsApp no Brasil terão uma nova alternativa para fazer pagamentos. No último dia 30/03, o Banco Central autorizou o Facebook, dono do WhatsApp, a iniciar pagamentos pelo seu aplicativo de mensagens instantâneas. Também autorizou a Visa e a Matercard a participar do processo como arranjos de pagamento para transferência de depósito e pré-pago em reais somente no Brasil.

Neste primeiro momento, o WhatsApp somente poderá iniciar o pagamento. A movimentação de valores será na conta corrente do usuário vinculada à instituição financeira na qual mantém a conta. A autorização da funcionalidade de compra ainda continua em análise pelo Bacen.

A funcionalidade ainda não está disponível no aplicativo, na prática, deverá ter o mesmo desenho  que o WhatsApp desenvolveu em junho de 2020, quando usou aplicativo por uma semana e em seguida o Bacen e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) barraram as transações alegando riscos operacionais e de concorrência de mercado.

Espera-se que ao disponibilizar o serviço para os usuários, o WhatsApp libere a funcionalidade de pagamento (ícone) na opção de anexar, onde hoje já tem: documento, câmera, galeria, contato e outros.            Previamente, o usuário deverá cadastrar no aplicativo seus dados pessoais e o número do cartão de débito ou cartão pré-pago da instituição financeira da  qual é cliente. Dessa maneira, quando quiser fazer um pagamento, não precisa sair do WhatsApp  e entrar no aplicativo do banco para efetivar a transferência. Por exemplo, você foi o responsável por comprar um presente de R$ 500,00 para um amigo,   o valor será divido entre você e mais quatro pessoas do seu relacionamento. Assim que você mandar a mensagem para eles informando a compra do presente e o valor que cada um precisa pagar, na própria conversa, eles poderão iniciar o pagamento para você, desde que também  tenham cadastrado no WhatsApp os dados pessoais e o número do cartão do banco.

A transferência, através do WhatsApp, será  um facilitador de pagamentos. Parece pouco, já que o PIX foi bem aceito pelo mercado e já faz transferências de valores em segundos. Por sinal, futuramente a funcionalidade do WhatsApp  será integrada ao PIX.  Mas, o principal objetivo do WhatsApp é de oferecer outros  serviços para os seus clientes e cativá-los pelo uso do aplicativo.  De início, a funcionalidade estará disponível  somente para pessoas físicas e provavelmente  não haverá cobrança de tarifas sob as transações. Já, para os comerciantes, o aplicativo cobrará um percentual ainda não definido  sobre o valor transferido. Porém, o Bacen ainda não autorizou as transações para fins comerciais.

Vale alertar aos usuários quanto o fator de segurança. Como qualquer outra ferramenta digital que necessite dos dados pessoais dos usuários, em hipótese alguma, as pessoas deverão passar a senha do aplicativo  ou responder um  SMS com o código solicitado. Toda a atenção é pouca quando se trata de segurança. Agora, é esperar o aplicativo liberar a funcionalidade de pagamento para conhecer as condições e possibilidades de uso.

Sobre o Autor: Joni Tadeu Borges, especialista em Administração de Empresas com área de concentração em Comércio Exterior, e MBA em Finanças Corporativas e Gestão de Riscos. Professor de cursos de graduação e pós-graduação do grupo Uninter, em disciplinas na área de Comércio Exterior, com três livros publicados.

As opiniões expressadas nos artigos não refletem necessariamente a posição institucional do Centro Universitário Internacional Uninter. 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *