Subscribe Now

Trending News

As vantagens e desafios por trás da tecnologia na educação
Artigos

As vantagens e desafios por trás da tecnologia na educação

Por: Fernanda Gusso Rosa Meller*

Na educação, a tecnologia tem seu processo histórico iniciado na década de 1940 nos Estados Unidos e desde então visa utilizar recursos tecnológicos virtuais no processo pedagógico, seja dentro ou fora da sala de aula para que o processo ensino aprendizagem seja otimizado.  

Atualmente, os recursos tecnológicos disponíveis na escola ou em sistemas de ensino, aglomeram toda a gama inovadora de recursos, entre eles, livros digitais, jogos educacionais, videoaulas, plataformas ligadas ao mundo moderno e possíveis de serem utilizados na esfera escolar. 

Estes recursos, buscam criar maneiras motivadoras de aprendizagem e de reforçar conteúdos escolares, mesmo fora da sala de aula. A educação tecnológica tem suas vantagens de oferecer possibilidades aos professores e alunos, de ampliar repertórios, conectar as pessoas e motivar o aprendizado. Para isso, contamos com dispositivos de fácil acesso, como tabletes, smartphones e internet, facilitando o trabalho docente na utilização e repasse dos conteúdos, na participação dos alunos, potencializando e direcionando os ajustes pedagógicos. 

Por outro lado, as limitações do uso da tecnologia na educação, estão relacionadas a falta de acesso aos recursos existentes, as barreiras de convivência social, dificuldade de concentração do aluno, de contato com o tutor, entre outras situações. Essas dificuldades podem ser resolvidas com a combinação de regras entre os envolvidos em relação ao equilíbrio no uso dos recursos tecnológicos e otimização das possibilidades da existência destes recursos. 

As tecnologias, de um modo geral, trazem desafios no decorrer da sua história, seja pela falta de recursos e conhecimento para acesso, ou pela necessidade de inovar o que existe. As dificuldades de acesso devido a distância ou ausência de estrutura, podem ser solucionadas com articulações gerenciais que busquem, através de recursos públicos destinados a educação, ou de investimento empresarial, ofertados aos projetos de iniciativa educacional em espaços coletivos, visando treinamentos e aquisição de equipamentos necessários a utilização desta tecnologia na área educacional.  

As estruturas que necessitam de inovações podem contar com orientações dos docentes e movimentos dos discentes, onde os envolvidos atuem como protagonistas nas propostas de ampliação dos recursos já existentes, construindo e apresentando ideias e projetos, na busca de parcerias específicas a situação exigida. 

 

As tecnologias oferecem conexões que, vão além da convivência social presencial, pois grupos da mesma comunidade podem compartilhar conhecimentos e diversas culturas com outros grupos, independentes da distância entre eles, este é o ponto enriquecedor das tecnologias, a informação gerando conhecimento e troca de saberes.  

Na área da educação este instrumento pode ampliar oportunidades e responsabilidades, pois as gerações nascidas na era tecnológica, como também as gerações que foram inseridas neste contexto por força de circunstâncias, descobrem um vasto horizonte de comunicação, seja a nível acadêmico ou de convivência individual e coletiva. 

A educação é um dos alicerces principais para o desenvolvimento de um país, portanto, a tecnologia é uma ferramenta que, se bem utilizada, pode ser uma expressiva aliada no processo ensino-aprendizagem. Acredita-se que a tecnologia na educação visa prosperar muito além do que já ocorre, pois ultrapassa barreiras geográficas e culturais, desvendando possibilidades do conhecimento e semeando prosperidade. 

*Professora Fernanda Gusso Rosa Meller é especialista em Educação Física Escolar, Fisiologia do Exercício, Educação Especial e Inclusiva e professora da Área de Educação, da Escola Superior de Educação do Centro Universitário Internacional Uninter. 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *