Subscribe Now

Trending News

Conheça aqui 6 técnicas de memorização para estudar melhor
EAD, Graduação

Conheça aqui 6 técnicas de memorização para estudar melhor

Uma queixa comum entre os estudantes é não conseguir absorver com facilidade os conteúdos que acabaram de estudar. É importante entender que existem algumas razões para isso — como a “curva do esquecimento“, que mostra o quanto de informações o cérebro é capaz de reter com o tempo, por exemplo. Além disso, esse esquecimento pode ser consequência de vários aspectos, como a ausência de uma rotina sólida de estudos ou, ainda, reflexo da dificuldade de memorização.

Se esse é o seu caso, não se preocupe. A boa notícia é que, aliadas a um bom cronograma, existem algumas técnicas de memorização capazes de ajudar na fixação das informações, fazendo com que você realmente absorva aquele conteúdo que acabou de conhecer. Quer saber quais são elas? Então, continue conosco!

1. Crie uma rotina de estudos

Como já mencionamos no início do post, um passo fundamental para começar a memorizar melhor a informação estudada é adotar uma rotina de estudos e segui-la de forma assídua. Afinal de contas, não adianta sentar para ler e fazer os exercícios uma vez por semana ou apenas quando dá tempo. Montar um cronograma e implementá-lo em sua rotina cria um compromisso no estudante e é, certamente, um dos melhores métodos para melhorar o processo de memorização.

Sendo assim, reserve horários determinados para cada conteúdo e concentre-se neles com foco total durante o período estabelecido. Se você precisa conciliar trabalho e estudo, não se desespere. É perfeitamente possível organizar a rotina e se dedicar a ambos de acordo com o tempo que você tem disponível, sobretudo quando se opta por uma formação a distância (EAD).

À medida que o seu cronograma de estudos se torna um hábito, tenha a certeza de que a sua concentração também será ampliada. Aqui, vale a pena destacar que as pausas durante os estudos são necessárias para que o cérebro não fique sobrecarregado e pare de operar com a sua máxima potência!

2. Faça resumos

Para memorizar um conteúdo, ir além da leitura é fundamental. Sendo assim, é preciso ter proatividade e, literalmente, papel e caneta em mãos. Você pode, além dos resumos, realizar anotações, fazer mapas mentais, entre outros esquemas que facilitam a sistematizar os conceitos estudados.

Lembre-se de fazer os resumos após a leitura, mas não durante, evitando que a sua atenção seja reduzida. Os textos escritos poderão ser consultados mais vezes para lembrar de alguma informação rapidamente, mas a sua maior utilidade sempre será fortalecer o seu aprendizado. Ao escrever, procure também, ao máximo, se lembrar do conteúdo sem voltar ao texto original.

2. Escreva à mão as informações

Acima comentamos sobre como a escrita é uma forma eficaz de evitar o esquecimento. No entanto, quando ela é feita à mão, os resultados são ainda melhores. Essa é uma técnica usada e aprovada, inclusive, por Renato Alves, recordista brasileiro de memorização e autor do livro “Faça seu cérebro trabalhar por você”. Segundo Renato, o ato de escrever exige uma grande atividade mental e envolve diretamente as funções da memória.

Por isso, ao estudar, é interessante apostar nos resumos feitos à mão, sobretudo aqueles feitos com as suas próprias palavras. O benefício dessa técnica é ainda maior quando as informações são registradas no papel.

Powered by Rock Convert

De acordo com pesquisadores das universidades norte-americanas de Princeton e da Califórnia, escrever à mão garante maior facilidade para compreender e memorizar o conteúdo do que digitar. Isso porque, usando o teclado, a escrita é processada de maneira mais superficial do que quando precisamos desenhar as palavras com lápis ou caneta.

4. Ensine o conteúdo para outra pessoa

Em uma palestra da série de conferências TED Talks, um professor da Universidade Virginia Tech, nos Estados Unidos, afirmou que o indivíduo somente memorizará, de fato, uma informação, se fizer algo de prático com ela. Sendo assim, uma das mais eficientes técnicas de memorização é “ensinar” o conteúdo estudado para outra pessoa, como um amigo ou familiar. Experimente explicar, com as suas próprias palavras, algo que você aprendeu para ela. Assim, sua mente se lembrará do assunto com mais facilidade no futuro.

Se não há ninguém disponível no momento, não tem problema — é possível fazer uso dessa técnica sozinho e com a mesma eficiência. Para deixar a atividade mais estimulante, faça perguntas em voz alta a si mesmo sobre o conteúdo, como “quais são as informações principais do texto”? Ao verbalizar esse conhecimento, também ficará mais fácil perceber os pontos em que você ainda tem dúvidas.

5. Aposte nas associações

As associações, inclusive aquelas bem-humoradas ou até absurdas, podem funcionar como excelentes técnicas de memorização, já que as pessoas tendem a se recordar com mais facilidade de acontecimentos mais “malucos”. Ao traçar conexões inesperadas entre ideias e palavras, as informações começarão a vir de forma espontânea à sua mente.

Contudo, para obter sucesso, é preciso deixar a criatividade e a imaginação fluírem sem medo. Vale relacionar as informações estudadas a situações cômicas do dia a dia, utilizar trocadilhos, associar dados abstratos (como nomes ou fórmulas) a ícones, músicas e personagens, entre outras estratégias. Enfim, o importante é que isso faça sentido para você.

6. Coloque o conhecimento sempre em prática

É fundamental colocar em prática o que você estudou para conseguir fixar todas as informações de forma eficiente. Por isso, é interessante criar o hábito de fazer listas de exercícios, provas antigas e simulados on-line, resolver problemas de lógica, entre outras opções. Tudo isso funciona como uma ginástica para o cérebro — porque, assim, você consegue treinar a mente para acessar o conteúdo quando ele for necessário.

Lembre-se de que, quanto mais você coloca o conhecimento em prática, mais fácil o processo de memorização se torna. Além disso, resolvendo exercícios, é possível perceber quais aspectos do conteúdo foram mais assimilados e se existem pontos que precisam ser melhorados.

Viu só como as técnicas de memorização podem ser grandes aliadas na conquista de melhores rendimentos? É importante ressaltar, mais uma vez, que por mais que o processo de aprendizado possa ser diferente para cada pessoa, é fundamental criar — e, acima de tudo, manter — uma rotina concreta de estudos. Dessa forma, é possível manter o ritmo, absorver para a vida o máximo de qualquer conhecimento e sempre se sair bem nas provas!

Gostou das técnicas de memorização que trouxemos no post? Então não deixe de compartilhar este conteúdo agora mesmo nas redes sociais para ajudar os seus amigos a arrasarem nos estudos!

O guia completo para melhorar a imagem profissionalPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *