Subscribe Now

Trending News

Profissional do futuro: como será e o que fazer para se preparar?
Pós Graduação

Profissional do futuro: como será e o que fazer para se preparar?

Com as transformações do mercado, sobretudo devido às inovações tecnológicas, é natural que o perfil dos colaboradores também passe por alterações. Indústria 4.0, Inteligência Artificial, automatização, startups nascendo a todo o momento: são tantos os novos conceitos e mudanças que quem não acompanha tudo isso na mesma velocidade acaba se tornando obsoleto.

É justamente nesse sentido que surge a concepção do profissional do futuro, que aceita tais transformações e tem a proatividade necessária para entender sobre elas. Ele também não se assusta em meio a esse cenário, uma vez que as principais características indispensáveis para se dar bem no mercado atual são, sobretudo, humanas — e não tecnológicas —, como veremos no post. Quer entender mais sobre o assunto? Continue conosco e confira!

O que é um profissional do futuro?

Quando falamos em profissional do futuro, logo vem à mente as profissões que serão destaque nos próximos anos, certo? Esse é também um aspecto a ser considerado — já que, para se ter uma ideia, segundo estudo realizado pela Dell Techologies, 85% das profissões que existirão em 2030 ainda nem foram inventadas.

Contudo, é preciso pensar também naquilo que define o profissional do futuro. Temos que ter em mente que a humanidade já ingressou em uma nova era, caracterizada pela junção de tecnologias e procedimentos que modificaram totalmente a forma como trabalhamos.

Ser um profissional do futuro quer dizer, então, desenvolver certas habilidades que o tornarão apto a trabalhar com a dinâmica do mercado atual. Vamos entender melhor quais são essas características, a seguir.

Quais são as principais características do profissional do futuro?

Flexibilidade

A flexibilidade é uma das principais características do profissional do futuro. Isso quer dizer que ele está apto a aprender a lidar tanto com novas ferramentas de trabalho, por exemplo, quanto com diferentes visões. Dessa forma, ele consegue ampliar seus modos de pensar e traçar caminhos estratégicos para solucionar os possíveis problemas do dia a dia, saindo de sua zona de conforto.

Além disso, é importante destacar que ser flexível é também ser adaptável. O trabalhador que conta com esse perfil versátil não se importará em aprender algo novo e ter que alterar a sua rotina caso a empresa passe por transformações em seus procedimentos.

Competência colaborativa

Uma empresa só funciona quando todos os seus colaboradores se comprometem a agir como um time, buscando um só propósito — ainda que atuem em departamentos diferentes. Essa é uma das qualidades que compõem o perfil do profissional do futuro: a competência colaborativa.

Ainda que a tecnologia esteja presente para ajudar na otimização de processos, a conexão entre os colaboradores é algo inigualável. Acredite: as organizações têm isso em mente, portanto, investem sempre na contratação de profissionais que apresentam habilidades interpessoais, que possuam espírito de equipe e que não têm problemas em lidar com pessoas de diferentes perfis e ideias.

Habilidades sociais

Falamos um pouco ali em cima sobre como ter um bom relacionamento interpessoal é uma das marcas do profissional do futuro. Embora contar com conhecimento técnico seja extremamente importante, ele não é o único fator avaliado pelas organizações na hora de fazer uma contratação. A observação das soft skills — termo usado por profissionais de RH para definir habilidades comportamentais — é cada vez mais presente.

Entre as soft skills mais valorizadas pelo mercado atual estão:

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert
  • flexibilidade: o colaborador flexível está apto a se adaptar às transformações que podem acontecer em seus processos cotidianos, encarando isso como uma oportunidade para aprender;
  • colaboração: saber trabalhar em grupo é uma habilidade cada vez mais reconhecida pelas empresas, uma vez que a integração dos colaboradores e dos setores para um só propósito é a melhor maneira de atingir bons resultados;
  • boa comunicação interpessoal: aqui, não estamos falando em simplesmente conversar com todos, mas, sim, de saber se comunicar de maneira clara e ouvir atentamente o próximo, exercendo também a empatia;
  • habilidades de liderança: mesmo que o colaborador ainda não ocupe uma posição de chefia, existem algumas habilidades, tais como saber motivar e engajar equipes, que podem ser desenvolvidas em qualquer profissional;
  • equilíbrio emocional: um colaborador que apresenta equilíbrio emocional entende e sabe assumir o controle de suas emoções, utilizando-as no momento adequado e sem deixar que elas interfiram negativamente em sua produtividade ou relacionamento com o próximo.

Sede de aprendizado

Em meio à competitividade do mercado, todos os profissionais devem procurar o máximo de conhecimento possível se quiserem traçar caminhos de sucesso. A sede de aprendizado é uma característica comum entre os profissionais do futuro, que enxergam na educação continuada oportunidades de crescimento e realização.

Por outro lado, aquele colaborador que não apresenta esse traço em seu perfil e que não demonstra querer aprender, pode ser visto pelas empresas como alguém que prefere ficar estagnado, sem interesse em estar por dentro das principais tendências e novidades do mercado. Dessa forma, manter-se fechado para novas possibilidades é algo que definitivamente não pode ser parte do profissional do futuro.

Visão estratégica e pensamento crítico

A visão estratégica é uma habilidade fundamental nos dias de hoje. A dinâmica atual do mercado exige que os colaboradores se mantenham sintonizados com tudo aquilo que pode alterar positiva ou negativamente a empresa — por exemplo, mudanças econômicas e sociais. O profissional que presta atenção no mundo à sua volta certamente se destaca diante daqueles que não têm proatividade para encarar tais situações.

Por esse motivo, é fundamental se manter sempre atualizado e contar também com um pensamento crítico, algo que faz toda a diferença aqui. Isso porque ele envolve raciocínio e lógica: dois aspectos fundamentais para questionar problemas, identificar os prós e contras de cada situação e considerar soluções para esses obstáculos.

Como se preparar para ser um profissional do futuro?

Busque o autoconhecimento

Um dos principais passos para se adequar ao perfil de um profissional do futuro é buscar o autoconhecimento. Analisando de forma sincera e objetiva quem você é, torna-se mais fácil identificar aqueles pontos que precisam ser desenvolvidos e potencializar as habilidades e competências já adquiridas. Assim, é possível se preparar de forma adequada para contribuir com o mercado, tomar decisões acertadas, otimizar processos e obter resultados eficazes.

Tenha inteligência emocional

Você já sabe o que é inteligência emocional? Trata-se de uma habilidade que pode ser aflorada quando se pratica o autoconhecimento. Isso porque ela envolve o reconhecimento e a avaliação tanto de suas próprias emoções, quanto das outras pessoas.

Compreendendo os próprios sentimentos, a tarefa de administrá-los e saber quando e onde utilizá-los se torna mais fácil. Tudo isso colabora com o desenvolvimento humano e essa habilidade é imprescindível para um profissional do futuro.

Aposte na educação continuada

Já mencionamos ao longo do post que a busca por mais qualificação e conhecimento é algo fundamental diante do cenário em que vivemos. Com cada vez mais profissionais ingressando no mercado, com seus diplomas nas mãos e aptos a atuarem com excelência, deixar de investir em atualizações e educação significa estar sempre um passo atrás da concorrência.

Sendo assim, a preparação profissional para o amanhã deve apostar em seu desenvolvimento por meio de formações — como pós-graduações, especializações, MBAs etc. — que o prepararão para o cotidiano de trabalho (fornecendo mais conhecimento técnico) e colaborarão com o desenvolvimento de várias das habilidades que listamos acima.

Como vimos, o primeiro passo para ser um profissional do futuro é aceitar e saber lidar com as transformações constantes do mercado. A melhor maneira de se preparar para tudo isso é sempre investir em conhecimento e se especializar.

Gostou das informações que trouxemos no post? Então aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais e mostrar aos seus amigos como se preparar para ser um profissional do futuro!

O guia completo para melhorar a imagem profissionalPowered by Rock Convert
como-se-destacar-no-mercado-e-saber-se-posicionar-nas-redes-sociaisPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *