Subscribe Now

Trending News

Pandemia no Brasil: memes se sobressaem às notícias
Covid-19 | Pra Vida Não Parar

Pandemia no Brasil: memes se sobressaem às notícias

Para evitar mais transmissões e conter a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a principal estratégia adotada por autoridades do mundo todo é o isolamento social. Com mais pessoas em casa, a internet se tornou não só o principal meio para consumir notícias, mas também passou a ser uma verdadeira válvula de escape da quarentena para várias pessoas.

E prova disso é o estudo realizado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV/DAPP), que analisou o comportamento dos brasileiros nas redes sociais em relação à nova doença e constatou que as várias horas de ócio, somadas à criatividade e a facilidade de interação on-line, rendem muito mais que as notícias sobre a pandemia.

O que diz o estudo

De acordo com a pesquisa, em todo o mundo, 3,3 milhões de menções ao coronavírus foram feitas no Twitter. No Brasil, houve um aumento de citações a partir do dia 26 de fevereiro, quando o primeiro caso foi confirmado no país.

Apesar da grande disseminação do assunto, um dado chamou a atenção dos pesquisadores: 34% das menções eram imagens consideradas engraçadas pelos internautas, conhecidas como ‘memes’. O número ultrapassou os tuites de notícias, que somavam 17%.

 

Leia também:

 

De acordo com a professora do curso de Marketing Digital do Centro Universitário Internacional Uninter, Maria Carolina Avis, o conteúdo, considerado divertido, pode ajudar quem está de quarentena. ‘‘Como as pessoas precisam ficar em isolamento social, naturalmente passam mais tempo na internet e nas redes sociais, o que faz com que o consumo de conteúdo aumente, principalmente esses mais informais e divertidos, já que buscamos consumir conteúdos leves para passar o tempo’’, diz.

Além disso, de acordo com a especialista, é possível trazer conhecimento por meio dessa ferramenta. ‘‘Embora os memes sejam uma forma divertida e informal de conteúdo, eles podem, sim, servir para educar e disseminar informações de qualidade como dar dicas e deixar mensagens positivas de forma descontraída’’.

Para a professora, o momento é delicado e as pessoas podem se sentir ansiosas com situações como a que o mundo vem enfrentando nas últimas semanas.

Informação nunca é demais

De fato, os memes são uma boa forma de encarar o isolamento social com mais leveza e diversão, porém, vale reforçar: nenhum conteúdo engraçado substitui o caráter informacional que possui uma notícia divulgada por veículos jornalísticos.

Principalmente em um momento em que tudo muda muito rápido, busque por informações sobre o coronavírus no Brasil e no mundo em canais de credibilidade, que possuem o compromisso de informar.

E, claro: desconfie dos conteúdos recebidos por aplicativos de mensagem e, na dúvida, não compartilhe. Por mais que a imagem ou informação tenha um texto atrativo e especulativo, procure por evidências e não caia em fake news. Afinal, em um momento como este, o compromisso com os fatos é essencial.

Coronavírus no Brasil já rendeu uma chuva de memes

Pronto, já que o recado foi dado, compilamos aqui alguns desses memes que cairam no gosto da galera e que já foram compartilhados milhares de vezes. Alguns deles, talvez, você já deve ter visto por aí.

 


https://twitter.com/Dann_gsg/status/1243180597079674880

 

Pra quem está em isolamento social, a criatividade acaba sendo a melhor saída para preservar a saúde mental. Aproveite e deixe a sua opinião nos comentários sobre o assunto!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *