Nudges e nudgebots: expressões que transformam a educação e o todo

Subscribe Now

Trending News

Nudges e nudgebots: expressões que transformam a educação e o todo
Global Hub

Nudges e nudgebots: expressões que transformam a educação e o todo

Nossas ações como seres humanos são sempre motivadas por decisões racionais e cuidadosas, certo? Bom, basta analisar algumas atitudes para ver que nem sempre funciona assim. Mas essa era exatamente a ideia defendida pela economia tradicional há algum tempo.  

A mudança de panorama surgiu com força após Richard Thaler e Cass Sunstein lançarem o livro “Nudge – o empurrão para escolha certa”. O registro se baseia na economia comportamental, segmento que une economia e psicologia. Nela, o objetivo é entender o processo de tomada de decisões de um indivíduo, o que o influencia positiva e negativamente. A partir daí, é possível criar estratégias para influenciar seus atos concretos.  

É nesse ponto que os nudges e nudgebots entram na história. O que eles são de fato e como podem ser usados para criar uma verdadeira revolução em várias áreas? Entenda agora neste artigo que preparamos! 

O que é nudge? 

Nudge significa empurrão. No Brasil, o conceito também é chamado de “Teoria do Incentivo”. 

Em resumo: é a aplicação de técnicas que estimulam o processo decisório. Durante uma negociação, é aquele “empurrãozinho” que determinará o fechamento de um contrato, sabe? 

As pessoas não analisam custo-benefício de forma consciente o tempo inteiro. Todo mundo, em algum nível, pode ser influenciado pelo ambiente, por cores, sons e até mesmo gatilhos mentais (você já deve ter ouvido falar do gatilho da escassez ou da urgência). 

Sendo assim, os nudges são mecanismos que preveem atitudes, criando medidas que facilitam a concretização de algo.  

Para entender melhor, vamos considerar situações práticas. O aviso de perigo estampado nos maços de cigarro é um exemplo de nudge. A classificação e pintura das latas de lixo na rua também, simplificando a separação dos materiais e favorecendo a coleta seletiva. 

É fácil perceber que a questão impacta os mais diferentes setores, não é? Ela está presente não só dentro de empresas e comércios, mas em políticas públicas, ações ambientais e na educação. 

Os nudges na educação 

Nós vimos que os nudges são eficientes em antecipar empecilhos e facilitar processos positivos. No exemplo que comentamos sobre coleta seletiva, pense em como o elemento simplificador é crucial. Às vezes, alguém poderia nem considerar fazer a separação do lixo por “dar trabalho demais”. Entretanto, ao perceber que basta ler a instrução ou seguir a cor recomendada, o hábito muda.  

O mesmo acontece na educação. Muitos jovens que estão no Ensino Médio ou na faculdade encontram dificuldade em pensar a longo prazo. Para eles, não é simples encontrar motivação para se dedicar aos estudos que “só futuramente” trarão resultados.  

Esse pensamento pode ser mudado com práticas de incentivo, com “empurrõezinhos”. Eles estão no reconhecimento por bom rendimento, por exemplo. 

Quando se trata de dificuldades financeiras, os nudges são encontrados na oferta de bolsas de estudo. Ou, ainda, na análise individual da situação do aluno para a proposta de soluções e acordos. 

A busca ativa, um conceito que se tornou recorrente durante a pandemia, é um caso claro de nudge utilizado contra a evasão.  

O papel da tecnologia e da inteligência artificial 

É claro que não poderíamos deixar de mencionar o papel da tecnologia na potencialização dos nudges.  

Os nudgebots são ferramentas digitais que utilizam inteligência artificial para persuadir o usuário. A Movva é uma startup pioneira no desenvolvimento de programas educacionais nesse sentido.  

Aqui no Brasil, o Eduq+ é um serviço utilizado pela rede pública de alguns estados para acompanhar e motivar a trajetória do aluno. Por ele, lembretes, mensagens de incentivo e perguntas são disparados por SMS ou ligação de voz. A simples medida faz com que os estudantes se envolvam mais ativamente, sintam-se cuidados e sejam encorajados ao engajamento.  

Esse é só um dos exemplos de iniciativas bem-sucedidas.  

Vale lembrar que os nudges e nudgebots ajudam na tomada de decisões benéficas sem comprometer a liberdade de escolha dos usuários. Com resultados positivos cada vez mais visíveis, eles só têm a crescer dentro do cenário atual.  

Por isso, você terá a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos sobre o tema na próxima edição do evento online Talking Business. Ali nós vamos conversar com profissionais e saber mais sobre a estreita relação entre mudança comportamental, nudges e inteligência artificial. Para não perder nada, inscreva-se aqui 

E se gostou do artigo, não deixe de seguir conectado conosco através das redes sociais do Global Hub: 

Instagram: @uninterglobalhub 

Facebook: @uninterglobalhub 

Linkedin: UNINTER Global Hub 

Youtube: UNINTER Global Hub 

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

“Empurrõezinhos” que simplificam e ajudam na tomada de decisões, você já ouviu falar deles? Os nudges são capazes de criar mudanças comportamentais, impactando diferentes setores. Veja como eles agem inclusive na educação e descubra a relação que têm com a inteligência artificial.