Subscribe Now

Trending News

5 projetos que incluem mulheres no mercado de trabalho
Geral

5 projetos que incluem mulheres no mercado de trabalho

A participação feminina no mercado de trabalho ainda não atingiu o seu auge, no entanto, muitas ações estão dispostas a mudar esse cenário. Saiba mais!

Nem é preciso consultar um livro de história ou fazer uma intensa pesquisa bibliográfica pra saber qual era o papel das mulheres dentro da sociedade de algumas décadas atrás. Afinal, até pouquíssimo tempo, elas eram submetidas a diferentes regras e imposições nas quais sua opinião, conhecimento e experiência eram irrelevantes em um mundo, até então, dominado pelos homens. 

Com o passar dos anos, e por conta de diferentes contextos históricos, as mulheres foram, enfim, marcando presença no mercado de trabalho e, desde então, elas foram avançando e conquistando espaço. Porém, mesmo hoje, ainda há muito o que evoluir. Isso porque as oportunidades ainda não são as mesmas e a luta pela igualdade precisa ser uma constante — ainda mais em tempos de pandemia.  

Sim, a pandemia fez com que retrocedêssemos socioeconomicamente em muitos aspectos, porém, a situação das mulheres, de 2020 para cá, não melhorou. Pelo contrário, os números são alarmantes. Dados divulgados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PnadC) evidenciam que, no primeiro semestre deste ano, o país registrou a maior taxa de desocupação entre as mulheres desde 2012: 17,9% — enquanto que, entre os homens, o desemprego ficou em 12,2%. 

 

Leia também: Qual faculdade fazer para ser empresária? 

 

Sabendo disso, e graças às discussões globais sobre igualdade, algumas iniciativas começaram a pipocar dentro e fora da internet, com o objetivo de oferecer suporte, acelerar negócios e, sobretudo, levar conhecimento às mulheres. Tudo para que elas tenham seu espaço garantido — e valorizado — dentro do mercado de trabalho. E algumas dessas ações nós fizemos questão de trazer no post de hoje. Confira! 

 

Cresça com o Google para Mulheres 

O Google, mais do que uma grande ferramenta de pesquisas da internet, é uma empresa que busca constantemente pelo conhecimento e disponibiliza gratuitamente vários tipos de conteúdos virtuais e gratuitos que dão aquela guinada no currículo.  

No programa “Cresça com o Google para Mulheres”, por exemplo, o gigante de buscas, em parceria com a Rede Mulher Empreendedora, capacita mulheres para que elas consigam retornar ao mercado de trabalho. Desde o início do programa, que começou em 2017, a iniciativa já capacitou mais de 200 mil mulheres e, a cada edição, várias profissionais são convidadas a apresentar suas experiências e motivar outras mulheres a conquistarem o seu espaço.  

 

Mulheres Positivas 

O projeto Mulheres Positivas nasceu como objetivo de capacitar mulheres, incentivando-as a retomar a vida profissional pós-pandemia. Por meio de um aplicativo, disponível para Android e iOS, as participantes podem realizar mentorias, encontrar vagas de emprego, além de realizar diversos cursos sobre carreira e negócios. Vale ressaltar que o projeto é uma parceria com grandes empresas do Brasil. São elas: Accenture, Adidas, Enel, Generali, Microsoft, Oracle, Pirelli, Stellantis, TIM e Via. 

 

Indique uma Preta  

Vimos no começo deste post que a situação profissional das mulheres piorou durante a pandemia, no entanto, quando segmentamos ainda mais o problema, percebemos que a cor da pele é, sim, (mais) um fator excludente dentro da triste estatística que mencionamos há pouco.  

Para mudar essa realidade — pelo menos uma parte dela —, o perfil “Indique uma Preta” é uma espécie de consultoria e rede de apoio às mulheres que sofrem ainda mais com as desigualdades dentro do mercado de trabalho.   

No ar há cinco anos, o perfil promove a igualdade, lutando para que as mulheres negras ocupem espaço e tenham voz. Por lá, é possível encontrar vagas de trabalho, dicas para se dar bem em processos seletivos, além de cursos de capacitação em diferentes áreas. Fique de olho! 🙋🏾 

 

Qualifica Mulher  

O projeto “Qualifica Mulher”, idealizado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), foi lançado oficialmente no ano passado e é uma parceria com a Associação Aliança Empreendedora. Com o objetivo de qualificar mulheres em situação de vulnerabilidade social, a iniciativa oferece cursos e oficinas para que elas possam aprender sobre educação financeira, marketing, inovação e muito mais.   

Ao todo, são mais de 270 mil vagas gratuitas destinadas às mulheres com renda mensal de até um salário mínimo e meio. 

 

AFESU 

A Associação Feminina de Estudos Sociais e Universitários (AFESU) é uma organização não governamental (ONG) que atua há mais de 50 anos em prol da educação e qualificação profissional gratuita e exclusiva de mulheres. 

Todos os anos, mais de 700 mulheres entre 8 e 24 anos são impactadas pelas iniciativas do projeto e, para que a ONG continue no ar, é preciso apoiar, seja sendo um doador mensal ou um parceiro. 

E aí, gostou das nossas indicações? Aproveite para seguir e saber mais sobre cada iniciativa e não deixe de ficar de olho nos projetos exclusivos para mulheres que existem aí na sua cidade. Agora, mesmo não fazendo parte desse grupo, compartilhe as ações e faça com que essas iniciativas cheguem a mais mulheres. Dessa forma, criamos uma rede de apoio na qual todos saem ganhando. 😊 

Powered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *