Subscribe Now

Trending News

Métodos de estudo para ir bem no vestibular
Geral

Métodos de estudo para ir bem no vestibular

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), legalmente, um jovem é considerado adolescente quando tem entre 12 e 18 anos de idade, podendo em casos excepcionais se estender até os 21 anos. Milhões de brasileiros se enquadram nessa faixa etária que, de acordo com a literatura psicológica mais atual, concentra uma série de características e questões bastante específicas, como rebeldia, crise de identidade, conflito geracional, entre outros.  

Pois é exatamente nessa época da vida que muitos jovens, ainda em formação, precisam escolher qual curso superior irão realizar. Ainda que seja de conhecimento público que menos de 35% dos brasileiros possuem um diploma universitário, políticas públicas e o surgimento de novas modalidades de ensino, como a educação a distância, vêm tornando realidade o que antes era apenas um sonho distante.  

Diante desse panorama fica evidente que a escolha do curso dos sonhos e com qual profissão mais nos identificamos é um desafio de todos e é pra isso, que o blog De Olho no Futuro existe: para ajudar você, na hora que mais precisa! Mas, antes de iniciar o curso, o que precisamos fazer? Isso mesmo, o vestibular! E esse post é para você, que está nessa fase, de estudos intensos e na busca por aquela vaga com que tanto sonha! Confira algumas dicas para potencializar os estudos e aumentar as suas chances na hora de prestar o exame.  

 

MAPA MENTAL  

Criado no final da década de 1960 por um consultor inglês, o mapa mental é o método ideal para quem não gosta de longos textos e serve para memorizar os principais tópicos de um tema estudado. Indicado para aqueles que tem mais facilidade de aprender de forma visual, consiste em criar um resumo cheio de símbolos, cores e frases de efeito para organizar o conteúdo e facilitar associações entre um assunto e outro. Pegue uma folha em branco, deixe na horizontal, insira o tema principal no centro e comece a montar o seu! 

 

MÉTODO CORNELL 

Criado por um professor universitário da Universidade Cornell é um dos métodos mais utilizados por estudantes e consiste numa forma alternativa de resumo. Basicamente você deve dividir uma folha de papel em três seções. Veja o que deve incluir em cada uma delas. 

Tópicos: incluir palavras-chave do assunto, perguntas e palavras que contribuam na memorização, ampliando o seu vocabulário sobre o assunto. 

Anotações: incluir conceitos, notas resumidas, uma frase que sintetiza o que foi abordado, datas, autores e etc.  

Sumário: incluir um resumo com suas próprias palavras, como se estivesse explicando o tema para um amigo ou colega.  

reclame aqui 2021Powered by Rock Convert

 

Leia também:  

Curso técnico ou faculdade? Entenda as diferenças 

Descubra seu futuro profissional aqui! 

 

AUTOEXPLICAÇÃO 

Você já se pegou falando sozinho? Pensando se isso é normal? Segundo especialistas, essa prática é bastante comum e, na maioria das vezes, saudável, além de contribuir para organizar os pensamentos. No âmbito do conhecimento, essa prática tem até nome e é bastante incentivada por professores. A autoexplicação consiste em falar para si mesmo, em voz alta, o que foi aprendido.  

Cada ser humano é único e pode encontrar mais facilidade em aprender de diferentes formas. Existem aqueles que aprendem pela repetição, enquanto outros são mais visuais. Se você absorve ouvindo, talvez seja uma boa ideia escutar a si próprio, utilizando-se dessa técnica que muitas vezes pode parecer estranha para quem vê, ou melhor, escuta de fora.  

TÉCNICA POMODORO 

A técnica pomodoro é, basicamente, um método de organização do tempo. Muitas vezes, após longos períodos de estudo, nossa mente fica cansada e não conseguimos mais absorver conteúdo algum. No caso da escrita, simplesmente “travamos” e ficamos horas para escrever uma linha. Quem usa essa famosa técnica acredita que alternar um tempo de estudo e um intervalo de descontração pode potencializar o aprendizado e, ainda, melhorar os resultados de memorização. Geralmente, o que se propõe é que se tenha foco total por 25 minutos e, então, seja realizado um intervalo relaxante, completamente desconectado do que se estava fazendo, por 5 minutos. Existem alguns aplicativos e extensões para navegadores que podem ajudar. Fica aí a sugestão!   

TÁTICAS MNEMÔNICAS 

Muito provavelmente você já estudou com aquele professor que, para transmitir um conteúdo, transformou o assunto em música, frases sem sentido ou em abreviações. Tudo isso, faz parte de uma tática mnemônica e que pode ajudar, e muito, na hora de memorizar algo antes de uma prova. Procure exercitar! 

Falamos nesse post sobre os preparativos para o vestibular, mas você também pode ingressar no ensino superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e dos programas de incentivo aos estudos do governo federal, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), entre outros. Independente do formato de ingresso, essas técnicas são importantes aliadas na hora de buscar a tão almejada vaga na faculdade dos sonhos. Agora é testar o método que mais se encaixa com o seu perfil, colocar em prática e

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *