Subscribe Now

Trending News

Estudar on-line: 10 dicas para estar preparado para essa modalidade
EAD

Estudar on-line: 10 dicas para estar preparado para essa modalidade

Com o respeito que a modalidade de educação a distância (EAD) ganhou nos últimos anos, especialmente após a regulamentação do Ministério da Educação (MEC), a ideia de que estudar online era uma alternativa “mais fácil” para ter um diploma definitivamente caiu por terra.

Isso porque tanto uma graduação quanto uma pós EAD têm exigências iguais às dos cursos presenciais. O que acontece, porém, é que ninguém estará o tempo todo “vigiando” se você está cumprindo suas tarefas. Então é preciso estar preparado para enfrentar essa experiência.

Da mesma forma que nos cursos presenciais, o empenho e participação do aluno são itens fundamentais para conseguir um alto rendimento. No entanto, é preciso adquirir novos hábitos, certa dose de perseverança e bastante autonomia.

Pensando em ajudar você a ter o melhor desempenho em seu curso EAD, compilamos neste artigo algumas dicas infalíveis para você ter sucesso nos estudos. Continue com a gente e confira quais são elas!

1. Compreenda a rotina do curso

O estudo on-line começa pelo reconhecimento da rotina do curso e familiarização com o ambiente virtual de aprendizagem (AVA). Assim como nos cursos presenciais, você precisa saber quem são os professores responsáveis, quais são as ferramentas de estudo disponíveis, como é o sistema de avaliação, entre outros itens particulares a cada instituição de ensino.

Normalmente, os cursos EAD são divididos em módulos que duram algumas semanas. Cada módulo é destinado a uma sequência de conteúdos e tem um professor-tutor responsável por coordenar as atividades, esclarecer as dúvidas dos alunos, propor interações em fóruns e fazer a avaliação das produções de cada participante.

O AVA se torna, então, uma espécie de “sala de aula”. Ali estão concentrados todos os materiais, o calendário com a programação de tarefas, as atividades a serem concluídas, além dos contatos de colegas e professores responsáveis. Esse será o principal ponto de comunicação do curso, considerando estudantes, professores e a instituição de ensino.

Portanto, esse recurso deve ser explorado pelo aluno para que ele não fique perdido em nenhum momento e consiga se adaptar a essa nova rotina.

2. Determine o tempo de dedicação para estudar on-line

Uma das primeiras orientações que os cursos EAD costumam dar aos alunos está relacionada ao tempo mínimo de dedicação para um bom rendimento. Em geral, a dedicação ideal fica em torno de 50 minutos a 1h30 por dia durante alguns dias na semana (mas isso é).

Porém, essa é uma média geral, já que tudo vai depender das características do curso e também do grau de facilidade ou dificuldade do estudante. Outro ponto a ser considerado é a agenda de cada pessoa. Enquanto algumas podem dedicar mais tempo para os estudos, outras têm a rotina bastante comprometida com o trabalho, família e outros motivos.

Logo, a flexibilidade se torna uma das maiores vantagens oferecidas pela EAD, permitindo que cada um possa encaixar o curso como for possível no seu dia a dia.

Para quem ainda não tem tanta experiência em estudar on-line, a dica é considerar as orientações do curso e estabelecer quanto tempo disponível você pode dedicar às atividades programadas.

Procure distribuir os estudos de acordo com os dias em que está com mais horários livres, de preferência aproveitando os momentos de maior produtividade. Se necessário, aproveite intervalos de almoço ou de ociosidade (como o tempo gasto no deslocamento para o emprego) para estudar um pouco. Aproveite que os materiais podem ser acessados de qualquer lugar com internet e use essa facilidade a seu favor para evitar que as tarefas se acumulem.

3. Crie um planejamento de estudos

Assim como você tem um planejamento de trabalho ou se programa para não esquecer os pagamentos do mês, também é preciso criar um plano de estudos. Ao estabelecer um espaço na sua agenda que seja inteiramente dedicado ao curso, você eleva a importância de se manter plenamente integrado às atividades e reduz significativamente as chances de não ter resultados positivos.

Uma boa ideia é criar um cronograma dividindo as matérias que devem ser estudadas e atividades que precisam ser realizadas em cada período. Se possível, deixe esse plano escrito em algum lugar visível para que você se habitue a consultá-lo diariamente para não perder nenhuma atividade.

Além disso, sempre destaque as atividades já concluídas ― isso ajuda muito a ter maior consciência do trajeto já percorrido, o que mantém a sensação de dever cumprido.

A propósito, utilize a tecnologia se achar melhor. Muitas pessoas ainda gostam das agendas e lembretes de papel, mas não dá para negar que as ferramentas tecnológicas cumprem muito bem essa função. Por exemplo, crie alertas no celular para os prazos das tarefas e mantenha seus materiais salvos “na nuvem” para que você tenha os arquivos sempre à mão. O Dropbox e Google Docs são excelentes sugestões para isso.

4. Escolha o ambiente ideal

Um dos principais benefícios da modalidade EAD é que você teoricamente consegue estudar em qualquer lugar. Porém, a menos que você tenha uma capacidade de concentração acima da média, isso pode ser uma armadilha.

200826_Prêmio-Reclame-Aqui_banner-Blog_Votação-Aberta-01 (2)Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Por essa razão, é essencial escolher o ambiente ideal para os estudos. Se estiver em casa, como grande parte dos alunos, evite cômodos com ampla movimentação de pessoas, televisão ligada, conversas etc. Tudo isso gera interrupções na sua concentração e certamente deve impactar seu rendimento. Inclusive, explique para as pessoas com quem você mora sobre a importância de se manter a sós por um tempo, já que você está fazendo um curso importante.

Caso você opte por estudar fora de casa, busque lugares com extrema tranquilidade para evitar que seja interrompido. Pode ser até mesmo seu escritório, desde que não precise atender colegas, clientes ou fornecedores. Se tiver uma biblioteca pública com acesso à internet por perto, melhor ainda. Apesar de haver alguma movimentação, geralmente as pessoas são orientadas a não fazer barulho excessivo nesse tipo de local.

Lembre-se que quanto mais você ficar concentrado, melhor será o seu aproveitamento e mais rápido deve conseguir cumprir o seu plano — o que vai deixá-lo livre para outras atividades sem prejudicar a parte acadêmica.

5. Envolva-se nas interações do curso

Uma das dúvidas recorrentes de quem nunca fez um curso EAD é sobre a possibilidade de interagir com as outras pessoas. A princípio, estudar on-line pode parecer uma atividade solitária e nem todo mundo gosta dessa ideia, não é mesmo? Acontece que a verdade é que existe a oportunidade de se relacionar virtualmente.

Ou seja, além de servir para disponibilizar conteúdos e tarefas, a plataforma virtual permite a comunicação entre todos os colegas e professores. Contudo, depende da disposição de cada um para conhecer as pessoas e participar dos recursos de interação (como fóruns, chats, redes sociais, videoconferências e outros).

Aliás, vale dizer que tornar-se conhecido na turma é uma forma de aumentar seu network, conseguindo construir relacionamentos e fazer contatos profissionais. Ainda com relação aos estudos, por meio dessas interações você consegue aprofundar os conteúdos, trocar ideias, tirar dúvidas e diversificar sua percepção sobre determinados assuntos.

6. Não entregue tudo em cima da hora

Parece óbvio ressaltar essa dica, mas é muito comum acontecer o que conhecemos pelo nome de “procrastinação”. Por cansaço ou desânimo, acabamos por deixar a entrega de tarefas para o último minuto. O mais comum é perdermos o prazo ou produzirmos um material fraco e, consequentemente, o nosso rendimento é prejudicado em ambos os casos.

Outro problema de deixar tudo para o último dia é que o curso acaba se tornando um vilão para você, pois o prazer de estudar e construir conhecimento vira uma penosa obrigação.

Por isso, seja fiel ao planejamento e procure “driblar” seu psicológico quando a mente convidar você para outras atividades mais… relaxantes, digamos.

7. Construa um grupo de estudos

Se você tem dificuldade de se concentrar ou estudar sozinho, não deixe passar a chance de montar um grupo de estudos on-line. Entre em contato com pessoas que tenham o mesmo interesse e combinem um jeito de se reunirem para estudar em conjunto.

Por exemplo, marquem um horário e um dia para que todos fiquem conectados em uma ferramenta em comum. Se a própria plataforma da instituição não oferecer essa possibilidade, escolham qualquer outra rede para manter contato. Então, para que tudo não se torne uma bagunça e o grupo seja realmente efetivo, definam as regras de funcionamento e aproveitem essa troca. A regularidade dos encontros é importante para que os resultados sejam proveitosos.

8. Faça resumos e exercícios práticos

Embora cada estudante tenha seus métodos de aprendizado preferidos, os resumos costumam ser muito úteis para sintetizar os conteúdos e facilitar os estudos antes de uma prova ou qualquer outra atividade — inclusive para relembrar os assuntos no futuro. Já os exercícios práticos ajudam a testar os seus conhecimentos, além de reconhecer quais pontos precisam ser mais bem trabalhados.

Outra vantagem de incluir essas duas práticas na rotina é variar os estímulos de estudo, criando uma dinâmica mais interessante e menos monótona.

9. Evite distrações

Se tem uma coisa que pode arruinar a sua produtividade é uma fonte de distração. O problema é que desde um pássaro passando pela janela até o seu celular apitando a todo momento são capazes de tirar seu foco. Isto é, a variedade é extensa e estamos todos suscetíveis a elas.

O fato de estudar on-line e ter acesso livre à internet pode ser uma armadilha, por isso, desenvolva uma técnica pessoal para ficar livre dessas distrações enquanto foca nos estudos. Você pode estabelecer pequenos intervalos para dar uma distraída e depois retomar os conteúdos, pode manter o celular no modo avião ou silencioso para não ser perturbado, pode se fechar em um ambiente até cumprir todas as tarefas. Enfim, identifique o que tira a sua atenção e veja o que funciona melhor para você.

10. Use ferramentas de controle de produtividade

Para finalizar as dicas, aproveite a tecnologia para favorecer a sua eficiência. Não sabe como? Busque aplicativos que vão ser seus aliados na missão de estudar e basta encontrar aqueles que você mais gosta. Existem opções para bloquear as redes sociais por um tempo, gerenciadores de tarefas para não esquecer de nada, agendas virtuais e várias outras.

Na modalidade EAD, aquela máxima que ouvimos nas universidades de que “quem faz o curso é o aluno” vale muito. No entanto, você viu que, com pequenos ajustes em seus hábitos e uma boa dose de dedicação, estudar on-line pode ser muito prazeroso e render excelentes resultados para sua carreira.

Agora que você já sabe como se organizar para ter sucesso em seu curso EAD, compartilhe este post nas suas redes e divulgue as dicas para os seus amigos!

O guia completo para melhorar a imagem profissionalPowered by Rock Convert

Posts relacionados

2 Comentários

  1. Jadison

    Boa tarde, porque a Uninter não amplia os cursos de pôs Estou a caminho na aérea de engenharia civil, como: estruturas metálicas, estruturas de concreto, geotécnica .

    1. Rockuninter

      Oi, Jadison! Ofertamos especializações em diversas áreas. Você pode conferir todas as opções de pós-graduação em nosso site. Para facilitar a busca, pesquise por área de ensino: http://bit.ly/2ZIRzA8 😀

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *