Subscribe Now

Trending News

Estoicismo: uma saída para o caos do mundo contemporâneo
Geral

Estoicismo: uma saída para o caos do mundo contemporâneo

Jovens precisam aprender a manter o equilíbrio e administrar suas vidas em meio ao mercado de trabalho acelerado, competitivo e em uma pandemia global.

O estoicismo foi uma doutrina filosófica do período helenístico. Surgida em Atenas 300 a.C., sua perspectiva ética baseava-se na indiferença (ataraxia), isto é, o ser humano não deve se preocupar com aquilo que não pode controlar, aquilo que é exterior a ele. Tal doutrina era entendida como um exercício intelectual, movido pela razão, e os filósofos que estudavam essa prática acreditavam que tudo o que existia estava sobre a força cósmica harmônica e, sendo assim, a virtude estaria em viver de acordo com seu desígnio (destino).

Como essa prática pode ajudar as pessoas hoje em dia?

Atualmente jovens e adultos desenvolvem ansiedade, principalmente no que diz respeito ao mercado de trabalho. As pessoas depositam sobre o profissional expectativas de sucesso e, consequentemente, exigem que ele seja mais produtivo e capacitado para atender à demanda do mercado.

A ansiedade pode ocorrer por diversos motivos, tais como: fatores genéticos, estresse, trauma e hormonal. Contudo, a questão da pandemia de covid-19 certamente contribuiu para o aumento de pessoas com esse transtorno. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de casos teve um crescimento de 25% durante o período. O isolamento social e a perda de emprego e de familiares fizeram com que as pessoas ficassem suscetíveis a essa condição.

Assim, o estoicismo pode contribuir com estratégias de controle da ansiedade, como é o caso da psicoterapia. Considerando que a terapia dá aos pacientes uma mente tranquila, racional, com maior concentração, sabedoria e autocontrole, fundamentais nesse processo, a prática também pode auxiliar o sujeito a lidar com suas emoções e conhecer a si mesmo, ou seja, contribui para o desenvolvimento da resiliência.

Em breve, ofertaremos o curso de Psicologia a distância. Essa pode ser uma excelente oportunidade para você aprender mais sobre o assunto. Clique aqui e receba informações exclusivas até o lançamento.

As coisas que não podemos controlar

“Das coisas existentes, algumas são encargos nossos; outras não. São encargos nossos o juízo, o desejo, a repulsa – em suma: tudo quanto seja ação nossa. Não são encargos nossos o corpo, as posses, a reputação, os cargos públicos – em suma: tudo quanto não seja ação nossa. ” Manual de Epicteto, 1.2

O intuito da frase descrita por Epicteto, filosofo grego, é afirmar que podemos fazer algo para transformar o que está a nossa volta, mas devemos distinguir o que é “nosso encargo “, ou seja, algo sob nosso próprio poder, e o que não é. Precisamos estar cientes das nossas limitações e usar a razão em prol da verdade, manter a calma em situações difíceis e deixar, na maioria vezes, a natureza cósmica fazer o seu papel.

O estoicismo pode ser aplicado em situações como o julgamento e críticas alheias, pois saber que não podemos controlar o que as pessoas pensam nos ajuda a criar mais autonomia e persistência para assim focar aquilo que realmente importa.

Um exemplo de aplicação no mercado de trabalho é mudar sua perspectiva sobre situações que não ocorrem como esperamos. Usar essas oportunidades como desafios e buscar ser o mais simplista e racional possível pode ser uma solução.

Gostou do tema abordado neste post? Curte e compartilhe com os amigos!

Posts relacionados

1 Comentário

  1. Rodrigo Alencar

    Excelente! Amei o artigo.

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.