Subscribe Now

Trending News

Vale a pena cursar Gerontologia a distância? Saiba tudo!
Graduação

Vale a pena cursar Gerontologia a distância? Saiba tudo!

Com o aumento da população idosa no Brasil, o curso de Gerontologia abre caminho para que novos profissionais atendam a essa grande demanda.

Envelhecer faz parte da natureza humana, porém esse processo da vida marcado pelas rugas e cabelos brancos é, muitas vezes, questionado ou mesmo pouco debatido dentro da sociedade. De toda forma, a expectativa da população brasileira nunca esteve tão alta, e a tendência é que o número de idosos no país só aumente com o passar dos anos.

Sim, seremos um país de pessoas muito mais maduras daqui a alguns anos.

E isso vai acontecer num processo natural por inúmeros motivos, como, por exemplo: a baixa taxa de natalidade, a criação de políticas de saúde desenvolvidas pelos governos vigentes e a inserção de mais mulheres no mercado de trabalho.

Para se ter uma ideia, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2060, um em cada quatro brasileiros estará com mais de 65 anos (uma fatia populacional que passa dos atuais 9,2% para 25,5%). Um crescimento rápido e constante que representará uma mudança significativa em diversos setores da sociedade, que deverão se adequar às necessidades de um público mais velho.

É nesse contexto que entra o trabalho do gerontólogo, profissional que estuda o envelhecimento humano e que coloca em prática as melhores técnicas de bem-estar com o objetivo de tornar a vida desse público muito mais dinâmica e sadia.

Isso significa ir além da área da saúde e buscar estar atento às necessidades sociais, físicas e emocionais dos idosos, seja auxiliando e/ou desenvolvendo políticas públicas, econômicas e culturais para esse público, seja amenizando problemas que, naturalmente, atingem a população idosa.

Então, podemos afirmar que Gerontologia é a mesma coisa que Geriatria, certo? Calma que não é bem assim.

Geriatria versus Gerontologia

Resumidamente falando, Gerontologia é o estudo do envelhecimento e, como explicamos anteriormente, o profissional formado atua de modo global, usando o conhecimento adquirido em prol da qualidade de vida da pessoa idosa nas mais diferentes esferas sociais, ao passo que a Geriatria, sendo uma área da medicina, trata especificamente das doenças que ocorrem nessa etapa da vida.

Leia também: Saiba quais os mercados de trabalho mais promissores para 2022 Quais as consequências do ageismo?

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert

Assim sendo, enquanto o médico geriatra trabalha em hospitais e clínicas, o gerontólogo pode atuar em diversas frentes nas quais o público idoso seja o maior beneficiado: assistência social, desenvolvimento de projetos socioculturais ou mesmo auxiliar pessoas idosas em situação de vulnerabilidade.

Além das diferentes possibilidades de atuação, o salário também pode ser algo bem atrativo para quem deseja atuar na área. Segundo dados da plataforma Glassdoor, o ganho mensal de um gerontólogo gira em torno dos 4 mil reais. Já este outro site aqui faz até um comparativo de salários entre profissionais da área com pouca ou muita experiência.

Cursando Gerontologia a distância

Visando a alta demanda, é natural que diversas universidades e faculdades comecem a preparar profissionais gerontólogos para o mercado de trabalho. O movimento, que começou em 2005, em São Paulo, espalhou-se pelo Brasil e, atualmente, há até mesmo a opção a distância. Isso mesmo, na Uninter, você pode ser um bacharel em Gerontologia, estudando remotamente e com mensalidades que cabem no bolso, sabia?

No bacharelado em Gerontologia a distância da Uninter, você vai poder mergulhar de cabeça na área, lapidando o seu conhecimento para atuar em diferentes frentes (atendimento hospitalar, capacitação de cuidadores, administração de instituições, etc.). Inclusive, a grade curricular é composta por disciplinas como Psicogerontologia, Políticas Sociais da Pessoa Idosa, Prevenção de Doenças Crônicas, Nutrição Humana e muito mais. Além disso, o curso possui a duração total de 4 anos.

E tem outra: por ser um curso de graduação a distância, você, como estudante, possui total autonomia para estudar onde e quando quiser, dentro de uma plataforma virtual de ensino completa e, de quebra, com o apoio de professores comprometidos de verdade com o seu sucesso.

E vamos combinar: a educação a distância nunca esteve tão em alta, né?

Se você se interessou e quer saber um pouco mais sobre a graduação em Gerontologia a distância, visite o site.

Agora, conte aqui nos comentários o que você achou desse curso e se você vai seguir de vez essa carreira. Também vale compartilhar o post com a galera, viu?

Até o próximo post!

Com informações de Brasil Escola, Portal G1, Você S/A, IBGE e Guia de Carreira.

Powered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.