Subscribe Now

Trending News

Como estudar para o ENEM? Veja o que é preciso!
Pós Graduação

Como estudar para o ENEM? Veja o que é preciso!

Exame Nacional do Ensino Médio é uma das mais importantes provas atualmente. Ele aproxima os estudantes da tão sonhada vaga nas universidades e tem enorme relevância no cenário educacional. Por isso, é essencial saber como se preparar para ela.

A concorrência é grande: em 2018, foram cerca de 5,5 milhões de inscrições recebidas de todo o país. Apesar de ter sido menor que em outras edições, ainda é um número bem significativo. É muita gente querendo uma oportunidade no ensino superior, não é mesmo?

Está a fim de saber como estudar para o Enem? Então você está lendo o texto certo. Vamos falar sobre a prova e dar dicas de como se preparar. Continue a leitura, aprenda e arrase na prova!

Como é o Enem?

Antes de saber como estudar para o Enem, vamos falar um pouco da história e de como ele funciona. O exame surgiu em 1998 e, a princípio, era apenas para fazer uma avaliação individual do ensino médio. Com 20 anos completados em 2018, a prova, hoje, é uma das principais formas de acesso ao ensino superior no nosso país. Ao longo do tempo, avançou em conceitos e finalidade.

Atualmente, ela é realizada em dois domingos, algo que mudou faz pouco tempo: inicialmente, era feita em um único final de semana, porém, devido à grande quantidade de matérias, a organização decidiu pela alteração.

A avaliação é dividida de acordo com as áreas do conhecimento:

  • ciências da natureza — biologia, química e física;
  • ciências humanas — história, geografia, filosofia e sociologia;
  • linguagens e códigos — português, literatura e língua estrangeira;
  • matemática — com as mais diversas operações;
  • redação.

A prova tem 90 questões, divididas entre os dois dias. O primeiro tem duração de cinco horas e meia — por conta da redação — e o segundo, cinco horas. As inscrições começam entre os meses de abril e maio, e o exame, geralmente, acontece no começo de novembro.

Como as instituições utilizam a nota?

Quando foi criado pelo Ministério da Educação, o Enem era usado para avaliar o desempenho dos estudantes ao final do colegial e como alternativa ou complemento das avaliações para entrada nas instituições de ensino superior brasileiras.

Em 2009, foram implementadas alterações, e ele passou a substituir os vestibulares das universidades federais e de outras organizações públicas e particulares, além das escolas técnicas.

Para isso, foi criado o Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, que usa as notas do processo. No ano de 2016, cerca de 1.500 instituições utilizaram o exame como instrumento de seleção de candidatos. Por isso, a prova é considerada a principal porta de entrada para o ensino superior no país. A intenção é colocar o Enem como processo seletivo em todas as faculdades federais.

Além disso, com essa nota, também é possível ter uma ajuda financeira para pagar os estudos nas instituições privadas. Isso pode ser feito por meio de uma bolsa do Programa Universidade para Todos, o Prouni, ou então recebendo um empréstimo pelo Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior, o Fies.

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert

Como estudar para a prova?

Bom, agora que você já sabe sobre o funcionamento do Enem e como as instituições utilizam a nota, é hora de falarmos sobre o assunto principal deste texto: como se preparar para a prova. É preciso estar atento aos temas da atualidade e fazer pequenos resumos que ajudem nos estudos. E é importante destacar que quanto antes começar é melhor — assim, vai dar tempo de ler e revisar tudo.

Monte um cronograma de estudos

Uma ótima forma de se preparar para o Enem é montar um cronograma de estudos. Isso vai ajudar você a otimizar o seu tempo e não esquecer de revisar alguma matéria importante. Monte um plano personalizado às suas necessidades para dar conta de tudo que precisa ser olhado. Liste as atividades que mais ocupam tempo na sua rotina durante a semana — aula, academia, trabalho — e distribua os estudos entre o tempo livre. Na hora de montá-lo, dedique um horário para cada uma das disciplinas, até mesmo para aquelas que gosta menos.

Esteja atento às atualidades

O Exame Nacional do Ensino Médio utiliza muitos temas da atualidade. Em 2018, por exemplo, foram abordados assuntos como machismo, racismo e pautas das minorias em geral. E isso foi observado até mesmo em questões que não tinham a temática de fundo social. E como ficar atento? Assistindo a noticiários, lendo jornais e estando ligado a discussões de atualidades nas redes sociais.

Faça as questões dos anos anteriores

Mesmo que já tenha feito outras provas, é totalmente recomendável resolver questões anteriores do Exame Nacional do Ensino Médio. Isso porque ele tem as suas especificidades. Elas envolvem múltiplas disciplinas, têm longos textos e exigem uma excelente capacidade de interpretação. É uma forma de saber qual o nível da dificuldade encontrada nos questionamentos e nas áreas de conhecimento. A partir daí, é mais fácil definir o que precisa receber mais atenção de sua parte.

Não esqueça dos resumos

Fazer anotações sobre o material é uma excelente forma de estudar para o Enem e fixar o conteúdo. Na hora de escrever, explique a matéria com as suas próprias palavras e organize tudo do jeito mais visual possível. Vale também usar e abusar das cores e comentários, dividir as informações em alguns tópicos, destacar as palavras-chaves e criar mapas mentais.

Revise os conteúdos

Como é importante estudar com antecedência, pode acontecer que a nossa memória esqueça algo lá na frente. Então, é muito importante revisar semanalmente os conteúdos da prova. Fique baseado e focado naqueles que caem com mais frequência.

Física

  • eletricidade;
  • hidrostática;
  • ondas;
  • óptica;
  • instalações.

Química

  • cadeias carbônicas;
  • radioatividade;
  • soluções;
  • oxidações;
  • tabela periódica.

Biologia

  • ecologia;
  • sustentabilidade;
  • evolução;
  • imunização;
  • citologia.

Matemática

  • porcentagem;
  • razões;
  • proporções;
  • gráficos;
  • medidas simples.

História

  • período colonial;
  • República;
  • escravidão;
  • Idade Média;
  • revoluções ;
  • guerra mundias.

Geografia

  • agricultura;
  • meio ambiente;
  • economia;
  • geopolítica mundial;
  • migrações e imigrações.

Filosofia e Sociologia

  • globalização;
  • Iluminismo;
  • Existencialismo;
  • Marxismo;
  • relações do trabalho.

Língua Portuguesa

  • funções da linguagem;
  • gramática;
  • semântica;
  • interpretação textual;
  • normas de escrita;
  • literatura brasileira.

Exercite sua redação

Essa é uma importante parte da prova e carrega muito peso em sua nota. Por isso, esteja sempre atualizado e escreva bastante. Embora o tema só seja divulgado no dia, a prática da argumentação ajuda a conseguir um bom resultado. Intercale entre os assuntos que caíram nos anos anteriores, eles quase sempre são atemporais e marcantes no período recorrente.

O importante é que, ao falar sobre eles, você saiba construir uma alegação coerente e que solucione o problema proposto. Uma ótima dica é procurar o manual que o INEP disponibiliza todos os anos. Ele informa o que a banca espera de um texto dissertativo-argumentativo.

E, para melhorar ainda mais o seu desempenho, faça correções na redação. Esse é um outro passo fundamental, pois é a partir daí que você vai conseguir mensurar a qualidade do seu texto e se ele está de acordo com o que foi proposto, além de avaliar como está o seu conhecimento nas técnicas de escrita e o domínio da Língua Portuguesa.

Como vimos, existem muitos tópicos que devem ser seguidos para estudar para o Enem. Mas fique calmo: nada é impossível e, com essas dicas, você vai conseguir colocar em prática todo o seu planejamento e vai chegar mais confiante para a prova. Mantenha a organização e o foco e esteja atento aos assuntos da atualidade. Ah: leia bastante, mas não se esqueça de distrair a mente também. Pressão demais não ajuda ninguém!

Gostou das dicas? Esperamos que sim. Compartilhe nas suas redes sociais e deixe que mais pessoas tenham acesso a elas!

como-se-destacar-no-mercado-e-saber-se-posicionar-nas-redes-sociaisPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *