Subscribe Now

Trending News

Quer saber como estagiar na Suíça e investigar o universo?
Graduação, Pós-graduação

Quer saber como estagiar na Suíça e investigar o universo?

Se você tem interesse em física, ciência da computação, engenharias ou matemática, então esse texto é para você.  O programa de verão na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) é uma oportunidade única para estagiar em um dos maiores laboratórios experimentais do mundo. As atividades do programa consistem no desenvolvimento de um projeto com o acompanhamento de um (a) supervisor (a), aulas e palestras de pesquisadores renomados e visitas aos laboratórios e instalações.

Será que sou elegível para participar? Como faço para me inscrever? Como eles escolhem quem irá participar do programa? É justamente isso que vamos tentar responder aqui! E para nos ajudar, convidamos a aluna Poliana Ferreira, que recentemente foi aprovada entre mais de sete mil concorrentes em um estágio no CERN, maior laboratório de física de partículas do mundo, localizado em Genebra, na Suíça.

Bem, se você é um estudante de graduação ou mestrado com pelo menos três anos de estudos em nível universitário até o início do programa, você pode participar! As inscrições, em geral, começam no final do ano anterior, os resultados saem entre março e abril e o programa começa em junho ou julho. É sempre bom estar atento às datas, já que podem variar de ano a ano.

O processo seletivo é todo feito por meio de um formulário de inscrição. Não há entrevistas, então é importante que você destaque as suas principais qualidades nos textos a serem escritos e que as partes estejam integradas, assim os recrutadores poderão conhecer sua história e experiência como um todo.

Vale lembrar que as dicas da Poliana foram feitas pensando no processo seletivo do CERN, mas podem ser aplicadas em outros lugares também. Confira!

Para conquistar uma vaga no CERN, capriche no currículo.

“O currículo é como sua assinatura”.

Nesse documento, tente destacar por meio de seções, itens e breves descrições sobre sua experiência. Você pode escrever entre 1 e 2 páginas, mas eu recomendo tentar destacar o que é mais relevante e manter em 1 página limpa e organizada. Com mais de 7000 pessoas, é difícil para os recrutadores lerem tanta informação.

Alguns itens importantes são:

  • Um pequeno texto sobre você, resumindo suas qualidades e experiências.
    Quando elaborei esse texto, fiz em três partes: a 1ª com habilidades pessoais (e.g. motivada, aprendo rápido, etc.) e o que eu gostaria de fazer no CERN; a 2ª com educação; e a 3ª sobre habilidades práticas (e.g. programação, pesquisa, etc.).
  • Experiência profissional, com o que você já desenvolveu até o presente momento. Seja em empresas, estágios, projetos de pesquisa, destaque brevemente o que você fez naquele time/projeto, qual sua contribuição e o que você aprendeu (com bullet points).

Para esse item, como eu não tinha muita experiência em empresas, eu fiz algo diferente. Coloquei alguns projetos que desenvolvi na faculdade que foram publicados e ganharam prêmios ou algum tipo de destaque e o que aprendi com cada um. Percebi que essa seção diferente acabou chamando atenção positivamente, então seja criativo e tente encaixar da melhor forma as coisas que você já fez!

  • Educação, como sua graduação, outros cursos extracurriculares (pode ser on-line também!) e línguas.

No meu caso, coloquei como descrição das graduações e do mestrado o tema dos projetos de pesquisa que desenvolvi e o que alcancei (com bullet points).
Além das graduações, eu listei duas “especializações” que fiz no Coursera que dialogavam com o que eu esperava fazer no estágio (mas fiz isso em uma seção separada).

  • Habilidades-chave, com características pessoais (eu, por exemplo, coloquei motivação, aprendizado rápido, capacidade analítica) e também práticas para projeto (como tenho experiência na parte de computação, coloquei linguagens de programação e também biblioteca de Deep Learning que eu tenho familiaridade).

Na minha opinião, essa é a seção que mais chama atenção, por isso, tente buscar projetos dentro do CERN que você acha legais e ver o que eles usam. Caso algo dialogue com o que você sabe, definitivamente coloque nas habilidades!

>>> Soft skills e hard skills: o que são e como desenvolver?

Além desses itens principais, eu também coloquei duas atividades voluntárias extracurriculares que eu participo e achei que poderiam falar sobre as habilidades como liderança, motivação e trabalho em equipe.

No geral: peça a outra pessoa para checar seu inglês e procurar por erros gramaticais, mantenha seu currículo limpo, simples e conciso para que as informações certas cheguem aos olhos do recrutador.

Tente deixar seu currículo o mais a sua cara possível! No meu caso, acho que o fator mais importante de escolha foi de fato o currículo e o que eu listei como habilidades-chave e projetos.

reclame aqui 2021Powered by Rock Convert
CTA-UNINTERPowered by Rock Convert

>>> Como montar um currículo?

Experiência

A principal dica aqui, que também vale para a elaboração do currículo, é: não minta sobre o que você sabe. Só que, diferente do currículo, nas seções de experiência, é esperado que você escreva textos corridos dialogando com os projetos do CERN.

Para o meu processo seletivo (2021), tinham dois campos (máximo de 1440 caracteres):

  • No primeiro, é pedido para você escolher áreas em que você poderia fornecer uma contribuição operacional e a descrição da sua experiência em cada uma dessas áreas, justificando as escolhas.

Bem, eu não achei que eu poderia fazer esse tipo de contribuição em nenhuma das áreas listadas, então deixei em branco. Esse é um ótimo exemplo de: você não tem experiência? TUDO BEM! O importante é realmente ser sincero.

  • O segundo é sobre o seu interesse em tópicos e experimentos do CERN.
    Essa é a parte que compensou a minha falta de experiência. Eu realmente fiz uma busca profunda no que estava sendo desenvolvido, nos projetos dos anos anteriores, nos artigos publicados pelos pesquisadores do CERN nas áreas que eu tinha interesse. Então coloquei o motivo pelo qual achei legal e especificamente o nome das pessoas e de cada projeto.

Além desses textos, existem dois campos sobre linguagens de programação e bases de dados que você deve selecionar e colocar seu nível (de um a três) em cada uma. De novo, se você não tiver experiência nenhuma, não precisa colocar nada aqui.

Motivação

Aqui é o lugar para você brilhar. A falta de experiência pode ser compensada com uma boa motivação e te diferenciar dos outros candidatos. Pense: por que essa experiência poderia mudar a sua vida? Por que o CERN é o lugar ideal para você e o que você gostaria de alcançar lá dentro? Tente não colocar sua experiência profissional aqui!

Uma dica é: tente escrever essa “carta” como se fosse uma história. No meu caso, eu comecei com duas frases sobre os meus objetivos no programa. Depois, coloquei dois parágrafos sobre como o meu interesse no CERN começou e o que me fez me inscrever para o programa agora. E, por fim, as razões práticas do motivo pelo qual eu gostaria de participar.

Além desses itens, também serão pedidas algumas informações pessoais, histórico escolar e cartas de recomendação (opcional).

Espero que as dicas tenham sido úteis e inspirem vocês a se candidatarem para o CERN ou para outros programas. Lembre-se sempre que as dicas são algo geral do que eu passei com o intuito de ajudar, mas que você deve construir sua inscrição com o que reflete melhor você e sua trajetória.

Leia mais:

>>> Uninter oferece 13 países para você se internacionalizar

>>>  Alunos da Uninter conquistam o mundo e dão dicas para quem quer fazer o mesmo

>>> Uninter renova convênio de internacionalização acadêmica com a Universidade de Málaga

Sobre a autora: Poliana Ferreira é graduada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, mestranda em Ciência da Computação pela Universidade Federal do ABC (UFABC) e estudante de Física no Centro Universitário Internacional Uninter.

*Aviso importante: as dicas e informações aqui apresentadas são unicamente da opinião e experiência pessoal da autora, sem colaboração com a organização do CERN.

como-se-destacar-no-mercado-e-saber-se-posicionar-nas-redes-sociaisPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *