Estar apto para exercer várias funções é algo essencial para o mercado de trabalho na atualidade. Isso fica muito claro quando observamos alguns estudos feitos pela International Data Corporation (IDC), que dizem que até 2024 as oportunidades de emprego serão ocupadas por pessoas com competências multifuncionais.

Na prática, isso significa que quem investe mais nos estudos vai ter destaque lá na frente. As faculdades são um excelente meio de buscar mais especialização profissional, conseguir um bom emprego ou até mesmo aquela tão esperada promoção.

Esse é um assunto que interessa você? Então veio ao texto certo. Vamos descrever como entrar na faculdade e ajudar você a ter destaque no trabalho. Fique ligado!

Qual a importância do curso superior?

É muito comum termos dúvidas sobre o futuro profissional, afinal a escolha pode ser aquilo que vamos fazer para o resto da vida. Isso acontece com quem está terminando o colegial e também com aquelas pessoas que estão buscando uma melhor colocação no mercado de trabalho. Por vezes, elas se questionam se vale a pena ou não fazer um curso superior.

Uma pesquisa feita pela Catho Educação com mais de dois milhões de profissionais mostrou que a qualificação é importante para a conquista de salários maiores. De acordo com o estudo, em cargos de diretoria, por exemplo, a diferença de salários entre executivos que têm pós-graduação ou MBA é de 47,2% em comparação aos que não têm essa formação. Na parte operacional ou de assistente, os graduados podem ganhar até 25% a mais do que aqueles sem nível superior.

As organizações estão a cada dia mais em busca de profissionais completos, por isso investir na educação é um passo muito necessário. A pesquisa mostra que o mercado reconhece sempre aqueles trabalhadores mais qualificados. Esse é um dos motivos que mostra o quanto é importante conhecer os diferentes jeitos de ingressar na faculdade. E é exatamente esse o tema do nosso próximo tópico!

Como entrar na faculdade?

Agora que explicamos e mostramos a importância da especialização para o mercado de trabalho, é hora de falarmos sobre o tema central deste texto: as formas de ingressar na faculdade. Existem algumas opções e descobrir em qual delas a sua situação se encaixa melhor é essencial para fazer uma boa escolha. Vamos lá?

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é considerado um dos maiores vestibulares do nosso país. A prova atualmente é feita em dois domingos, dá chances de a pessoa entrar na faculdade e serve basicamente para a forma presencial. Na prática, ele foi criado para avaliar o desempenho dos alunos nas matérias do Ensino Médio. Mas agora você pode utilizar a nota que conquistou em dois processos seletivos.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o processo seletivo do governo federal que distribui vagas em universidades públicas do país. Uma boa parte das instituições federais, estaduais e até municipais do ensino superior aderiram ao programa. A cada ano são distribuídas em média 300 mil oportunidades em cursos de diversas áreas de conhecimento. Para participar, é necessário ter feito o Enem do ano corrente e não tirar zero na redação.

Prouni

O Programa Universidade para Todos (Prouni) concede em média mais de 200 mil bolsas de estudos em faculdades particulares do Brasil. Para participar, além de ter feito o exame, as pessoas precisam se enquadrar em alguns requisitos estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC), como:

CTA-UNINTERPowered by Rock Convert
  • renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos;
  • ter concluído todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na particular;
  • não ter diploma de nível superior.

A seleção acontece duas vezes no ano e para entrar o estudante deve ter boa pontuação nas provas e não zerar nenhuma redação. Dependendo da renda familiar apresentada, o candidato pode conseguir uma bolsa integral ou parcial.

Transferência externa

Essa é mais uma das formas de entrar na faculdade. O processo é destinado àqueles alunos que estão regularmente matriculados em cursos de graduação em outras instituições de ensino superior em situação ativa ou trancada. Porém, as universidades devem ser credenciadas pelo MEC. O aluno deve solicitar a transferência e dar continuidade na área de origem ou em outra de sua escolha, podendo aproveitar ou não as disciplinas já cursadas.

O interessado deve reunir a documentação solicitada pela faculdade. Geralmente, deve apresentar comprovante de matrícula e histórico de graduação para comprovar o vínculo com o curso anterior. Caso contrário, os que não atenderem aos requisitos podem não conseguir entrar. É importante verificar com a instituição se existem exigências diferentes para o ingresso presencial, semipresencial ou ensino a distância.

Portador de diploma

Já tem uma graduação? Então essa opção de como entrar na faculdade pode ser interessante para você. Quem escolhe essa forma de ingresso pode ser, eventualmente, dispensado dos vestibulares das instituições particulares. Nesse quesito, geralmente são disponibilizadas as vagas dos cursos que não tiveram lotação total nas formas regulares de entrada.

Cada faculdade pode apresentar um edital com suas regras, porém é exigido no ato da matrícula o diploma de instituições reconhecidas pelo MEC e alguma comprovação do curso anterior. Também podem ser analisados o aproveitamento do aluno na outra graduação, ou seja, notas e presença.

Formação pedagógica

Esse tipo de ingresso é destinado para quem tem diploma em bacharel ou tecnólogo. Quando formada, a pessoa vai ter a oportunidade de seguir a carreira de professor nos quatro últimos anos do fundamental, ensino médio e educação profissional nos diferentes sistemas educacionais. Ao final do curso e após a colação de grau, o aluno vai receber um diploma com a licenciatura.

Os candidatos que escolherem essa forma não precisam fazer o vestibular, porém é obrigatória a apresentação da documentação exigida de acordo com cada instituição. Costuma ser exigida nesse processo seletivo a cópia (frente e verso) do diploma de bacharelado ou de tecnologia.

Segunda licenciatura

Essa é uma opção de entrar na faculdade em que o aluno consegue uma nova formação em menos tempo e ganha mais chances no mercado de trabalho. Isso porque, como exemplificamos lá em cima, as especializações contam muito na hora da busca de um novo emprego.

Como o próprio nome já diz, ela é destinada às pessoas que já têm diploma de graduação em primeira licenciatura. Tem uma carga horária menor que as demais e pode ser feita em um ano. Se você já tem habilitação para dar aula e quer melhorar seu currículo, junte sua documentação e procure a faculdade mais próxima. A opção é aceita nas formas presenciais, semi ou EAD.

Gostou?

Neste artigo você aprendeu como entrar na faculdade e melhorar seu currículo para ter mais oportunidades de emprego. Por isso, não perca tempo. Escolha a opção que mais se encaixa na sua rotina, pesquise uma boa universidade e invista nos seus estudos. Todos temos, podemos e devemos buscar melhorias para nossas vidas, e a educação é o melhor jeito.

E aí, tem interesse em ingressar nos estudos e ter mais oportunidades? Então entre em contato conosco da Uninter. Temos excelentes oportunidades para você!

como-se-destacar-no-mercado-e-saber-se-posicionar-nas-redes-sociaisPowered by Rock Convert